Ilha Pura

11/06/2018 - Notícias do Grupo

Quem passa à noite pela Avenida Salvador Allende percebe que alguns apartamentos do condomínio Ilha Pura estão com as luzes acesas. A estratégia discreta e silenciosa faz parte da retomada das vendas do residencial com 3.604 apartamentos, construído para ser a Vila dos Atletas durante a Olimpíada de 2016. Mas apenas 230 unidades foram vendidas. Dos sete condomínios do bairro de 800 mil m², três estão disponíveis para a compra.

— É inacreditável que tenhamos conseguido fazer. É o maior empreendimento da América do Sul, voltado para o atendimento de uma população com poder aquisitivo mais alto — diz Carlos Carvalho, presidente da Carvalho Hosken, que construiu o local junto com a Odebrecht.

Inicialmente cotado em R$ 11 mil o metro quadrado, atualmente o valor está R$ 8 mil.

Ilha Pura empacou nas vendas
De promoção à redução de preços pela metade, construtoras inovam para vender imóveis
— O valor está mais baixo que na época do lançamento. Mas o preço era decorrência de um período em que houve muito desenvolvimento da área imobiliária — lembra Carvalho, acrescentando que, por enquanto, não haverá uma grande publicidade para estimular a venda.

— Estamos acompanhando os fatos. Uma grande campanha não vai resolver. Se a economia melhorar, investimos na campanha.

Para este relançamento, há cerca de 1.500 corretores envolvidos, de diferentes empresas. De acordo com Marcio Cardoso, presidente da Sawala, uma da imobiliárias convocadas para o trabalho, a resposta do público tem sido positiva:

— Como os prédios receberam os atletas paraolímpicos, o condomínio é todo preparado para receber cadeirantes, da área de lazer até o elevador com tamanho maior — diz ele, citando um dos atrativos do empreendimento.

/ fonte: O Globo
loading...
carregando